Fale Conosco: (34) 3855-1223 | gabinete@rioparanaiba.mg.gov.br

Rio Paranaiba, 21 de maio de 2019.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROMOVE FORMAÇÃO PARA OS MONITORES DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM RIO PARANAÍBA

Com o intuito de oferecer aos monitores de educação que atuam nos CEMEIs e Creches melhores condições de realizar seu trabalho, a Prefeitura de Rio Paranaíba, por meio da Secretaria Municipal de Educação, está promovendo uma jornada de capacitação. O primeiro encontro de formação foi realizado na Escola Municipal Padre Goulart, neste último sábado, 18 de maio, com o tema “O Transtorno do Espectro Autista” ministrado pela terapeuta ocupacional Ruth Justa de Oliveira. Cerca de 40 monitores de educação e alguns professores que estão envolvidos com a inclusão, participaram da capacitação.

Ruth Justa de Oliveira apresentou o tema com clareza mostrando que nos “anos iniciais de uma criança necessitam de muitos estímulos para o desenvolvimento em vários aspectos, como: neurológico, intelectual, social, motor, espiritual, emocional. Sendo que estes fatores só são possíveis se desenvolver se houver estímulos adequados, bom contexto familiar, participação escolar. Quando se gera um filho ele é planejado ou não, pode ser aceito ou não. Partindo do pressuposto que o filho foi aceito, como fazer quando aquela criança idealizada apresenta alguma disfunção? E agora? Como faço? Quem pode me ajudar? O ponto de partida dos pais de imediato é a inserção da criança em uma escola, a fim de promover o desenvolvimento adequado do filho, e é de grande importância a participação da instituição que recebe essas crianças, pois é um momento de identificar as habilidades e as dificuldades. E quando a instituição deve falar que está observando um desenvolvimento atípico. 
O intuito da palestra é promover o interesse dos profissionais na área em identificar, analisar e saber abordar os pais de uma criança que está no espectro autista a procurar ajuda em outros setores de educação, saúde e social para o desenvolvimento adequado da criança. A estimulação precoce é u fator determinante ao longo da vida de um ser humano”, ressaltou Ruth Justa.

A coordenadora Maria Conceição do CEMEI Maria Auxiliadora da Comunidade de Guarda dos Ferreiros relatou que a qualificação é muito importante para que consigamos compreender as mudanças nessa nova demanda. Esse curso de formação que abordou o autismo é sem dúvidas de grande valia para nós educadores, com intuito em nos ensinar a conhecer e a trabalhar, nos inserindo e nos auxiliando ao maravilhoso mundo infantil. O contato tão intenso e diário nos exige capacitação para que nossas crianças sejam sempre acolhidas com respeito, conhecimento e amor. É muito gratificante participar, a educação é a porta para novos horizontes em todos os sentidos. Nós, do CMEI Maria Auxiliadora Resende da Silva, agradecemos a oportunidade.

Segundo coordenadora do C.M.E.I JOANA DARC Keila Mônica de Souza e as funcionárias, “tivemos uma satisfação de participar de uma capacitação sobre autismo. Sabemos das dificuldades enfrentadas por não ter informações sobre essa e outras deficiências, visto que a inclusão é uma realidade nas escolas, creches e C.M.E.I.s,. E diante disto, a Secretaria Municipal de Educação, juntamente com a pessoa do Secretário Municipal de Educação Júlio Fernandes, proporcionou uma capacitação para nos preparar e encarar os desafios com mais segurança. Nosso muito obrigado, a você Júlio Fernandes pela iniciativa de valorizar o trabalho das Monitoras dando oportunidade a elas de mais conhecimento e aprendizagem”.

A professora Nilma Abadia da Silva relatou que o curso de capacitação como o tema “transtorno do espectro altista” ministrado por Ruth Justa e organizado pela SEMED foi um dos primeiros passos para proporcionar aos monitores de educação e demais participantes a capacitação para o compreender o TEA e ter um embasamento para saber, na prática, como trabalhar com essas crianças, pois essa fase é fundamental no seu desenvolvimento. Como professora da sala recurso multifuncional, está capacitação foi extrema importância porque a partir do momento que temos conhecimento, temos condições de realizar um trabalho com mais qualidade e de acordo com a realidade de cada criança.

Nós profissionais de educação da Creche de Chaves fomos convidados para participar de uma palestra sobre o transtorno do espectro autista com a excelente terapeuta ocupacional Ruth Gusta. Foi um momento de muito aprendizado com muita clareza e objetividade nos foi transmitido como detectamos o autismo de forma precoce nas crianças.

Foram horas agradáveis de interação com colegas e amigas, que possamos ter a oportunidade de nos capacitar e aumentar ainda mais nosso saber. Obrigado pela oportunidade, foi muito gratificante.

foto01 foto02 foto03